segunda-feira, 30 de setembro de 2019

E os deputados da Guarda que se sentam nas cadeiras do Parlamento?

Aos do PSD não lhes conheço nenhuma acção política que diga respeito ao rio Noéme. Do lado do PS, o deputado Santinho Pacheco (novamente candidato, desta vez em segundo lugar na lista) teve esta intervenção logo no início da legislatura. Não lhe conheço outra.

sexta-feira, 27 de setembro de 2019

Assunção Cristas esteve na Guarda

Assunção Cristas esteve na última Feira Farta na Guarda. Como antiga titular da pasta da Agricultura e Ambiente poderiam tê-la levado ao Noéme.

Mesmo não tendo deputado eleito pela Guarda pode fazer a luta pela resolução do problema na Assembleia à semelhança do que tem feito o Partido Ecologista “Os Verdes”.

quinta-feira, 26 de setembro de 2019

Carlos Peixoto já conhecerá o problema do rio Noéme?

Nas últimas legislativas, Carlos Peixoto (deputado do PSD) dizia não conhecer o problema de poluição do rio Noéme. Candidatava-se então, como cabeça-de-lista, ao segundo mandato na Assembleia. 

Agora, repetente e com mais 4 anos de experiência parlamentar (anda por lá desde 2009) e preocupação pelos problemas do Distrito, estará em condições de dizer que está a par do assunto?

terça-feira, 24 de setembro de 2019

Se a moda pega

Se as cantinas da Guarda decidirem seguir o exemplo do magnífico reitor da Universidade de Coimbra, a carne de vaca Jarmelista desaparecerá de todas as ementas.

segunda-feira, 23 de setembro de 2019

Próxima reunião de Câmara

Tenho a certeza que na próxima reunião de Câmara a oposição irá questionar o executivo sobre que multas são estas que a Câmara anda a pagar e o estado do projecto de despoluição do rio Noéme.

sábado, 21 de setembro de 2019

Notas sobre o esclarecimento do Ministério do Ambiente

O Partido Ecologista "Os Verdes" perguntou no Parlamento e o Ministério do Ambiente foi obrigado a responder. Aprende-se sempre alguma coisa com estes esclarecimentos. Se eu fosse deputado, todos os meses teria perguntas a fazer sobre o rio Noemi e talvez assim se desenrolasse a história toda. Não percebo porque é que os deputados eleitos pela Guarda não o fazem. Se calhar até percebo.

Sobre o esclarecimento propriamente dito:

1. A Câmara da Guarda enviou um pedido de ligação dos resíduos da fábrica à empresa "Águas de Lisboa e Vale do Tejo". A fábrica terá aceite as condições mas falta ainda a ligação. 

Se formos consultar o histórico deste blogue veremos que a planeada ligação há muito que está por fazer. E não há forma de acontecer. A quem serve esta situação?

2. A fábrica foi multada em 12 000 euros pela Agência Portuguesa do Ambiente, recorreu e um tribunal revogou. Tenho muita curiosidade em ler o recurso e o despacho por isso peço que se alguém tiver acesso a ele mo envie para publicação neste blogue.

3. A Câmara foi multada em 12 000 euros pela Agência Portuguesa do Ambiente e terá pago (nada é dito em contrário neste ofício). Ou seja, os contribuintes da Guarda são prejudicados pela poluição do rio Noéme e ainda pagam com os seus impostos as multas ambientais. Seria até possível dizer, que os contribuintes da Guarda pagam a poluição do Noéme.

quinta-feira, 19 de setembro de 2019

Feira Farta

A ideia é boa, teria potencial assim se quisesse transformar esse evento num projecto sólido e sustentável de incentivo à agricultura familiar.

A valorização da agricultura familiar seria uma medida muito mais eficaz na defesa do Ambiente e dos ecossistemas do que os chavões com que os políticos enchem agora a boca, como "guerra ao plástico", "reutilização", "descarbonização".

A dinâmica da Feira é boa, trazer os excedentes da produção agrícola à cidade é positivo mas não se pode restringir a um fim-de-semana. Se a Câmara quiser fazer mesmo algo de estruturante porque não compra todo o ano, os excedentes agrícolas de quem cultiva? Refiro-me obviamente a um sítio onde os pequenos agricultores que têm o seu quintal pudessem ir vender a um preço justo e compensador o excedente da sua produção. Sem burocracia, fácil e ágil.

Seria um singelo incentivo a haver quintais cultivados em vez de estarem ao abandono e a Câmara poderia usar esses produtos nas suas cantinas.




quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Guerra ao plástico

Ouvido na Rádio Altitude (no âmbito da notícia da apresentação deste ano da Feira Farta): "Declarar guerra ao plástico!".

E aos poluidores do rio Noemi não declara guerra?

terça-feira, 17 de setembro de 2019

Plantar árvores

O Aliança de Santana Lopes quer plantar 25 milhões de árvores na próxima legislatura e começou hoje mesmo a fazê-o; o PS quer plantar árvores para reduzir a pegada ecológica da campanha.

Sugiro que o façam junto ao rio Noéme e já agora, olhem para a sua água.

Respostas do PAN ao questionário

1. Qual o rio da sua infância?

Sendo (orgulhosamente) serrana, e da terra onde nasce o Mondego, considero que este é o rio da minha infância. Há cerca de 7 anos que “adotei” o rio Lizandro, cuja nascente situa-se relativamente perto do sítio onde vivo atualmente. 

Quer seja ribeira, rio ou mar, o respeito pela água está sempre presente na minha vida.


2. Conhece o grave problema de poluição que afecta o rio Noemi?

Tenho acompanhado o problema da poluição do rio guardense pela comunicação social.

3. Se sim, o que fez no passado (dentro ou fora da Assembleia da República) para resolver o problema?

Não havendo uma representação local do PAN na região da Guarda, até ao momento, ainda não se trabalhou esta questão. A nível nacional, o PAN tem apresentado queixas, quer no SEPNA quer na APA, para situações semelhantes, da qual a poluição no rio Tejo foi a mais divulgada.

4. O que se propõe fazer no futuro?

O PAN propõe no seu programa eleitoral um reforço de meios na fiscalização e combate aos crimes ambientais. É certo que a legislação portuguesa na área do ambiente é bastante ambiciosa, mas na realidade fica muito aquém por falta de recursos para fiscalizarem e aplicarem coimas aos infratores.

Futuramente, irei acompanhar a situação do rio Noemi com mais regularidade e interpelar as autoridades ambientais, usando para isso a representação do PAN na Assembleia da República.

Chamo a atenção que, recentemente foram contratados os primeiros guarda-rios, que prevê-se que hajam em todos os cursos de água, graças a um diploma que o PAN apresentou na Assembleia da República, em Abril de 2018. A estes profissionais cabe-lhes guardar e proteger os cursos de água, fiscalizar a extração ilegal das areias, da pesca clandestina e de descargas de efluentes poluidores.




segunda-feira, 16 de setembro de 2019

A N2 está na moda

O primeiro-ministro em campanha percorreu a N2 e ficou maravilhado com as potencialidades do Interior. A N2 é instagramável e é trendy percorrê-la, até mesmo para um primeiro-ministro. Bom spin este, moderno e cosmopolita.

Mas o Interior é também o Noemi. O Interior é também a morte lenta da pequena agricultura familiar. O Interior são os incêndios. O Interior é também a destruição da paisagem e o corte de árvores autóctones. Deste Interior os novos partidos "ecologistas" não falam. Quando falam em crise climática não se lembram deste Interior nem das pessoas que aqui vivem.

Quando o primeiro-ministro percorre a N2, alegre e contente, não vê o rio Noemi poluído à mais de 30 anos, não questiona a autarquia, não questiona o seu Ministério do Ambiente e os seus serviços centrais (CCDR, ARH, APA, ...), não questiona o SEPNA, não se questiona a si próprio. E as comitivas que o acompanham será que se questionam ou o questionam a ele?

Quando o primeiro-ministro voltar à Guarda mendigar votos, que vá ao rio Noemi. Levem-no à Gata, levem-no ao Rochoso e façam com que as televisões mostrem a vergonha que ali está. E não falem em estudos e projectos que não se sabe em que ponto estão. Punam a sérios os poluidores, ponham fim às descargas poluente e depois disso, talvez, voltemos a ter um rio limpo. Não o deixem sair de cá sem assinar este compromisso.


domingo, 15 de setembro de 2019

Curiosidades cinéfilas

Sabiam que algumas cenas do filme "Dolor y Glória" (o mais recente do cineasta espanhol Pedro Almodóvar) foram filmadas na ribeira do Rochoso nos anos 80?

Podem ver-se alguns detalhes da rodagem, onde contracenam as actrizes Penélope Cruz e Rosalía, aqui.




sexta-feira, 13 de setembro de 2019

Resposta do Bloco de Esquerda às quatro questões colocadas ao candidatos à Assembleia da República

1. Qual o rio da sua infância?

Tendo nascido em 1957 na (então) vila de Gouveia, o meu contacto com rios apenas acontecia nas férias de verão com uma viagem anual a Sandomil (rio Alva) e outra a Ribamondego (Rio Mondego). Estes são os dois rios que, de algum modo, estão ligados à minha infância. Recordo com alguma saudade os dias passados nesses rios, com direito a almoço e lanche e a muitos banhos. Ambos os rios estavam limpos com águas cristalinas (e frias!).

2. Conhece o grave problema de poluição que afecta o rio Noemi?

Vivendo há mais de 20 anos na Guarda,conheço, infelizmente, o grave problema da poluição do rio Noemi. Como pratico Ciclismo (BTT) tenho tido possibilidade de ver in loco a situação deplorável do rio, nomeadamente quando há descargas poluentes.

3. Se sim, o que fez no passado (dentro ou fora da Assembleia da República) para resolver o problema?

O Bloco de Esquerda sempre defendeu a água como um importante recurso ecológico, económico e social. No passado recente, o Bloco de Esquerda da Guarda tem, por inúmeras vezes, alertado nos órgãos próprios - em especial na Assembleia Municipal da Guarda - para a grave situação da poluição do rio Noemi. De igual modo, quer nas eleições para as legislativas de 2015 quer nas recentes eleições para a Câmara Municipal da Guarda (2017) este problema foi sempre por nós levantado.

4. O que se propõe fazer no futuro?

O Bloco de Esquerda compromete-se a elaborar um Plano Nacional de Restauração Fluvial que tenha em conta a recuperação da qualidade da água, dos habitats e da biodiversidade. Obviamente, a situação do rio Noemi será contemplada.

quinta-feira, 12 de setembro de 2019

"La bióloga que obligó a los políticos a proteger los ríos", in El País

"A Jackie King le dieron el mar y eligió los ríos. Esta bióloga inglesa fue pionera en su modo de estudiar ecosistemas fluviales y cómo les afectan los cambios."

A história completa pode ler-se aqui.

quarta-feira, 11 de setembro de 2019

Campanha eleitoral

As alterações climáticas, a água, o ambiente, a sustentabilidade andam na boca dos candidatos a deputados em campanha. Mas só na boca porque a pegada ecológica do circo eleitoral é enorme.

Proponho-lhes que venham à Guarda, de comboio por causa das emissões de carbono, e mostrem ao Mundo o rio Noemi. E assinem todos um compromisso para a sua despoluição. Deste e de todos os rios portugueses, porque de grandes proclamações está a Assembleia cheia.

Para ser posto em prática logo no primeiro dia da nova sessão legislativa.

segunda-feira, 9 de setembro de 2019

Candidatos a deputados pelo círculo eleitoral da Guarda

O círculo eleitoral da Guarda, que este ano vai eleger três deputados, apresenta estes candidatos. Como se pode ver, ideias haverá muitas para debater.

Neste espaço damos espaço a todos e enviámos a cada um deles o seguinte questionário:

1. Qual o rio da sua infância?

2. Conhece o grave problema de poluição que afecta o rio Noemi?

3. Se sim, o que fez no passado (dentro ou fora da Assembleia da República) para resolver o problema?

4. O que se propõe fazer no futuro?


Nota: Os endereços de email foram obtidos nos sites dos partidos indicados na CNE. Não conseguimos os endereços de email do PCTP/MRPP, do RIR e do MPT. Se alguém souber como contactar esses partidos agradeço que nos indiquem.  

domingo, 8 de setembro de 2019