quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Quantas ribeiras tem a Guarda, senhor presidente?

Temos escutado muito pouco sobre Ambiente neste último mandato autárquico. E quando se ouviu alguma coisa foi por más razões: lembro-me de repente do abate das árvores da Avenida Cidade de Salamanca e recentemente do Parque Municipal ou do continuado adiamento e conivência face ao crime perpetuado contra o rio Noéme.

Creio mesmo que Álvaro Amaro nunca fez alguma proclamação, nem mesmo bacoca, sobre planeamento do território, valorização dos produtos endógenos, agricultura, protecção do ambiente e meio rural. Ou o que fazer desta terra tão rica, mesmo quando a tentam fazer pobre. 

Será por desinteresse ou por falta de conhecimento? Ao fim de quase um mandato, mesmo caindo de para-quedas na Guarda, já teve tempo de conhecer um pouquinho mais do concelho que governa fora das patuscadas que tem patrocinado.

Sem comentários:

Publicar um comentário