terça-feira, 26 de maio de 2015

Carta enviada ao Ministro do Ambiente (8 Maio 2015)


Ministério do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia
Rua de “O Século”, 51
1200-433 Lisboa

Rochoso, 08 de Maio de 2015
Assunto: Poluição do Rio Noéme (concelho da Guarda)

Exmo. Senhor Ministro do Ambiente


É decerto do conhecimento do Ministério que tutela, mas voltamos a lembrar que o crime ambiental que assola o rio Noéme continua. Este problema é também sobejamente conhecido do executivo camarário da Guarda e da ARH Norte.

O Ministério do Ambiente foi questionado na Assembleia da República por duas vezes (2011 e 2013), mas sem qualquer consequência prática. Para além de se saber a causa do problema e por diversas vezes ter sido apontada a solução para a resolução do mesmo, até ao momento nada foi concretizado. Em 2013, a Estação-Elevatória da Quinta da Granja (construída para reencaminhar os efluentes tratados da fábrica poluidora para a ETAR de São Miguel) foi concluída, contudo, inexplicavelmente não se encontra em funcionamento. Urge uma intervenção célere e determinada do Ministério do Ambiente sob pena de se tornar também cúmplice da destruição do rio Noéme e dos ecossistemas envolventes.

No passado dia 30 de Abril ocorreu nova descarga poluente, cujas imagens envio no CD em anexo. Por muito que queiramos o contrário, ainda há muitas coisas que envergonham Portugal. É este o compromisso para o crescimento verde que Vossa Excelência preconiza?


Aguardamos resposta.



Anexos:
CD contendo fotografias, vídeos, documentos oficiais e relatos na imprensa





Os melhores cumprimentos,

Márcio Fonseca

www.cronicas-do-noeme.blogspot.com

quarta-feira, 20 de maio de 2015

6 Anos / 6 Imagens - "As barrancas"

As "barrancas" (margens da ribeira) como espaço de fruição do rio.

video



segunda-feira, 18 de maio de 2015

6 Anos / 6 Imagens - "A ponte velha do Rochoso"

A ponte que se vê ao fundo caiu em 1991 fruto do enorme temporal e das inundações que nesse Inverno se fizeram sentir.

video

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Já se está a ver como acaba


İnsanoğlunun dünyaya zulmü
İnsanoğlunun dünyaya zulmü
Posted by Fizikist on Sábado, 14 de Junho de 2014

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Consulta Pública "Questões Significativas da Água"

"Termina no próximo dia 17 de Maio a consulta pública das Questões Significativas da Água, uma primeira etapa para a elaboração dos Planos de Gestão de Região Hidrográfica desegunda geração. Esta é uma oportunidade única para os cidadãos comunicarem à Administração as suas preocupações e darem os seus contributos relativamente à gestão da água." - Quercus

Pode consultar-se no site da Quercus mais informação sobre este processo e os formulários através dos quais os Cidadãos podem submeter as suas opiniões. O rio Noéme pertence à Região Hidrográfica do Douro.

quarta-feira, 13 de maio de 2015

6 Anos / 6 Imagens - "A praia dos tesos"

Quando nos anos 80 se perguntava a um jovem do Rochoso para onde ia de férias a banhos, repetidamente a resposta que se ouvia era: "para a praia dos tesos".

video

terça-feira, 12 de maio de 2015

6 Anos de Crónicas

Este blogue existe há 6 anos para que imagens como estas não fiquem definitivamente esquecidas no passado. É possível voltarmos a ter um rio Noéme assim no futuro: limpo!

Basta querermos!


video

segunda-feira, 11 de maio de 2015

Palavras verdes leva-as o vento

O Ministro do Ambiente tem a boca cheia de palavras verdes. Seria um óptimo momento televisivo se num daqueles momentos em que deita cá para fora palavras verdes alguém lhe mostrasse imagens de poluição do rio Noéme.

PS: Já seguiu uma informação para o Ministério com as imagens da descarga poluente de 30 de Abril no rio Noéme.

quinta-feira, 7 de maio de 2015

Já por aqui tinha falado de Arouca

Escrevi aqui acerca do que se faz em Arouca no que diz respeito ao aproveitamento dos recursos e das potencialidades do território. Volto a Arouca neste artigo do Público. Para reflexão.

segunda-feira, 4 de maio de 2015

Um PM na Guarda (2)

Um PM na Guarda, um presidente e sua equipa abrindo as portas da festa.
A poucos quilómetros, à mesma hora, um crime ambiental. Uma conduta que despeja no rio.
De um lado o lixo debaixo do tapete. Do outro a feira. Tá bonita a festa, pá. A Guarda por nós.

video


video